sacralização lombar

Sacralização lombar L5: o que é e como tratá-la?

Artigo revisado e aprovado por Dr. Ibtissama Boukas, médico especialista em medicina de família 

A sacralização lombar L5 é uma condição do coluna onde o quinto vertebrado (L5) é fundido ao osso sacro. É uma anomalia congênita que ocorre no embrião, podendo acometer apenas um lado ou ambos de forma total ou parcial.

O que é sacralização lombar e devemos nos preocupar se o médico nos der esse diagnóstico? Está relacionado à dor nas costas? Quais são os tratamentos para reduzir a dor quando ela está presente?

Este artigo popular explica tudo o que você precisa saber sobre essa condição da coluna vertebral.

Definição e anatomia

Na coluna vertebral existem 5 vértebras lombar localizada na parte inferior das costas. Logo abaixo, há 5 vértebras sacrais de formato triangular e soldadas, e que terminam no cóccix.

anatomia dos músculos do sacro

A coluna vertebral se forma durante o desenvolvimento embrionário. Em alguns casos, as alterações podem causar malformações congênitas, resultando em uma anormalidade nas vértebras, por exemplo.

Sacralização lombar

A sacralização lombar é um tipo de defeito congênito em que a última vértebra lombar (L5) é total ou parcialmente fundida com o sacro (ou o osso ilíaco em alguns casos). Essa fusão pode ocorrer em apenas um lado (hemissacralização) ou em ambos os lados.

sacralização lombar
fonte

Devido à sacralização lombar, a vértebra L5 parece mais uma vértebra sacral. É daí que vem o termo “L5 sacralização”.

A causa exata da sacralização ainda não é conhecida. Sabemos que ocorre durante o desenvolvimento embrionário, quando as vértebras começam a ossificar, por volta da oitava semana. Acredita-se que uma predisposição genética pode causar essa condição espinhal.

É uma condição mais comum do que se imagina, com incidência estimada de 4-36% População. Em pessoas com menos de 30 anos, estima-se que 18,5% são afetados pela sacralização lombar.

A sacralização não deve ser confundida com lombarização, outro defeito de nascença da coluna vertebral. Menos comum, o lombarização é uma condição em que a primeira vértebra sacral (S1) é separada das outras vértebras sacrais em vez de ser fundida a ela. Diz-se então que faz parte do espinha lombar, e também pode causar dor lombar.

lombarização
Lombar

Diagnóstico

O diagnóstico é feito por imagem médica. Geralmente, uma radiografia ou tomografia computadorizada é suficiente para determinar a presença da sacralização, bem como suas características (bilateral, unilateral ou hemisacralização, fundida com o osso ilíaco, etc.).

raio-x mostrando sacralização
fonte

Nós usamos o classificação de Castellvi para melhor descrever a sacralização lombar. 

A classificação de Castellvi é a seguinte:

  • Tipo 1: fusão de pelo menos 19 mm de largura em um lado (hemisacralização), ou em ambos os lados.
  • Tipo 2: fusão incompleta com formação de pseudojunção em um ou ambos os lados.
  • Tipo 3: fusão completa de L5 e sacro de um lado ou do outro
  • Tipo 4: combinação de tipo 2 e tipo 3.

Sintomas: Consequências da sacralização 

A sacralização da última vértebra lombar não é necessariamente sinônimo de dor nas costas. De fato, pode ser assintomática em vários casos, principalmente devido à adaptabilidade do corpo humano. Ainda hoje (e apesar de estudos científicos), a relação entre sacralização e dor lombar não é clara. 

Por outro lado, é possível que a sacralização lombar cause sintomas em algumas pessoas. UMA estudo sobre lombalgia verificou que o número de pessoas com lombalgia E que também apresentavam sacralização variou de 6 a 37%. Além disso, outro estudo sugeriram que a presença de sacralização de L5 pode agravar a dor em quem já sofre de dor nas costas.

Os sintomas variam dependendo da gravidade da malformação e de cada indivíduo. Na presença de dor lombar associada à sacralização, falamos de “ Síndrome de Bertolotti"

dor nas costas tipo inflamatório

Do ponto de vista biomecânico, deve-se entender que uma vértebra L5 fundida com o sacro modifica o funcionamento da região lombar e do sacro. Em particular, afeta a mobilidade do tronco, a postura, a biomecânica das vértebras superiores e inferiores, etc.

Por exemplo, a sacralização pode afetar o centro de gravidade na base da coluna. Como a quinta vértebra lombar é fundida com o sacro, a quarta vértebra lombar (L4) torna-se a “última” vértebra lombar.

Como a vértebra L4 não é anatomicamente adequada para desempenhar as mesmas funções de suporte que a vértebra L5, isso causa compensações e uso excessivo dessa região.

Em suma, a sacralização lombar pode permanecer assintomática se o corpo conseguir se adaptar do ponto de vista anatômico e biomecânico. Por outro lado, essa condição também pode afetar os movimentos das costas e a postura, principalmente se a sacralização for unilateral. As vértebras sobrejacentes e subjacentes terão que trabalhar mais, o que pode causar disfunções.

lumbago

Mais especificamente, aqui está o que pode ser observado em algumas pessoas com sacralização lombar:

Traição

Se a condição permanecer assintomática, nenhum tratamento será proposto. Por outro lado, se a sacralização causar dor, aqui estão algumas modalidades de tratamento frequentemente utilizadas:

  • Medicamento analgésico e anti-inflamatório
  • Relaxantes musculares na presença de espasmos musculares 
  • Produtos naturais para controle da dor
  • Massagens e mobilizações do fisioterapeuta (fisioterapeuta) ou osteopata 
  • Infiltração para reduzir a inflamação conforme necessário
  • Medicina e terapias alternativas (acupuntura, escavação, Etc.)
  • Cirurgia como último recurso (para tratar as consequências da sacralização)

Além dos tratamentos citados acima, existem diversos produtos e acessórios disponíveis no mercado para o alívio de dores lombares relacionadas à sacralização lombar. Deve ser lembrado que essas ferramentas geralmente fornecem alívio temporário e devem ser usadas com moderação. Entre os produtos recomendados por nossos profissionais, temos:

Embora a sacralização de L5 não possa ser corrigida do ponto de vista anatômico, é possível atuar nas consequências funcionais relacionadas a essa condição. Por exemplo, exercícios de fortalecimento e mobilidade do núcleo reduzirão a sobrecarga nas vértebras relacionadas. Alongamentos específicos reduzirão o estresse na região lombossacral.

dor nas costas exercício sacralização lombar

O diagnóstico de sacralização lombar não é, portanto, inevitável, sendo possível a continuação das atividades profissionais, desportivas ou de lazer após tratamento adequado. Um profissional de saúde qualificado poderá orientá-lo se você sofrer dessa condição.

E os remédios naturais?

Embora não sejam sustentados por evidências científicas sólidas, vários produtos naturais e remédios caseiros são usados ​​para tratar dores lombares, principalmente por seu poder anti-inflamatório.

Aqui está uma lista não exaustiva de plantas e óleos essenciais que são eficazes no controle da dor e da inflamação. Os produtos estão disponíveis no site Kalae. Usar código promocional LOMBAFIT15 se deseja obter um dos seguintes produtos, ou qualquer remédio destinado a aliviar os seus sintomas e melhorar a sua qualidade de vida:

  • Açafrão. Graças ao seu poderes antioxidantes e anti-inflamatórios muito poderosa, a cúrcuma é uma das plantas mais utilizadas no contexto culinário e terapêutico. A composição da cúrcuma é essencialmente constituída por óleos essenciais, vitaminas (B1, B2, B6, C, E, K) e oligoelementos. Mas é à sua composição rica em curcumina e curcuminóides que os devemos propriedades anti-inflamatórias desta especiaria.
  • Gengibre. Além do sabor especial que traz para a cozinha e de suas propriedades afrodisíacas, o gengibre é uma raiz muito conhecida por seus poderes anti-inflamatórios. a gingerol confere-lhe a sua ação anti-inflamatória. É um componente ativo que atua no dor inflamatória relacionados a doenças inflamatórias crônicas das articulações, incluindo artrite reumatóide, lúpus, doenças reumáticas, etc. Comprovou-se que este elemento ativo também é eficaz em atuar sobre a inflamação ligada à artrite e ciático. O gengibre também apresenta outros benefícios graças ao seu alto teor de potássio e à sua riqueza em oligoelementos (cálcio, magnésio, fósforo, sódio) e vitaminas (provitamina e vitamina B9).
  • Ômega-3. Os ômega-3 são ácidos graxos poliinsaturados que desempenham um papel muito importante no funcionamento do nosso corpo. Eles são fornecidos pelos alimentos em três formas naturais: ácido docosahexaenóico (DHA), ácido alfa linolênico (ALA) e ácido eicosapentaenóico (EPA). Além de sua ação no cérebro e no sistema cardiovascular, os ômega-3 provam muito eficaz contra a inflamação. De fato, eles têm a capacidade de atuar nos mecanismos inflamatórios da osteoartrite por retardando a destruição da cartilagem, reduzindo assim a intensidade da dor da osteoartrite. A ciática, estando mais frequentemente ligada a uma inflamação secundária a um hérnia de disco, também pode responder ao ômega-3, desde que seja consumido regularmente. 
  • eucalipto limãoO eucalipto é uma planta mais utilizada na forma de chá de ervas ou óleo essencial. Ela teria efeitos antiinflamatórios que lhe dão a capacidade de agir sobre o dores ósseas e articulares em geral e a dor ciática em particular.
  • gaultéria. Wintergreen é um arbusto do qual é extraído um óleo essencial muito interessante. É um dos óleos essenciais mais utilizados na aromaterapia. Este óleo extraído do arbusto com o mesmo nome, é utilizado em massagens para aliviar a ciática e agir como um analgésico. Com efeito, proporciona um efeito de aquecimento graças à sua capacidade deativar a circulação sanguínea localmente.

Você está procurando soluções para aliviar sua dor?

Conheça a opinião da nossa equipa de profissionais de saúde sobre os diversos produtos disponíveis no mercado (postura, sono, dores físicas), bem como as nossas recomendações.

Referências

Este artigo foi útil para você?

Indique sua apreciação pelo artigo

Classificação dos leitores 4.3 / 5. Número de votos 23

Se você se beneficiou deste artigo...

Siga-nos no Youtube e Facebook

Desculpe, você não conseguiu encontrar uma resposta para suas perguntas!

Ajude-nos a melhorar este artigo!

Como podemos melhorar o artigo?

TREINAMENTO 100% GRATUITO

Descubra um método único permitindo que você (FINALMENTE!) acabe com sua dor física...